A importância do Enxofre e do Magnésio para a Pele, Cabelo e Unhas

Gerando beleza pela mineralização

Ficar mais bonito é outro efeito colateral da mineralização do organismo para alcançar uma saúde radiante. Em particular, há dois elementos que formam compostos minerais que favorecem a geração de uma aparência física perfeita, estes são: magnésio e enxofre.

O magnésio, um dos elementos mais importantes para o nosso organismo, é também um dos mais deficientes na alimentação moderna. Ele é essencial a mais de 300 reações metabólicas do nosso organismo, e não é estranho que ele seja necessário e essencial ao rejuvenescimento da nossa pele, cabelos e unhas.

O enxofre é chamado de “mineral da beleza”, pois mantém a pele macia e jovem e os cabelos brilhantes. O enxofre é necessário para a produção de colágeno e queratina, proteínas necessárias para a saúde e manutenção da pele, unhas e cabelos.


As Unhas e o Cabelo 

A aparência das suas unhas   e dos cabelos muitas vezes podem apontar para problemas específicos com a sua saúde. Baixos níveis de magnésio e de enxofre podem levar a uma mudança nas suas unhas e cabelo.

As unhas e o cabelo são constituídos por uma proteína resistente com um elevado teor de enxofre, conhecida como queratina.

A queratina é uma proteína fibrosa porque a sua estrutura tridimensional lhe confere características especiais: microfilamentos com resistência, elasticidade e impermeabilidade à água.

A Queratina tem a função de tornar o cabelo mais resistente e com mais elasticidade. Além disso, tem ação fortificante, hidratante, reestruturante e dá brilho aos cabelos.

È a queratina que torna as unhas mais fortes. A resistência apresentada pela queratina é quimicamente explicada pela presença de muitas ligações de enxofre entre as cadeias de polipeptídio, essas cadeias estão muito próximas fazendo com que a queratina seja dura e resistente.

A deficiência de magnésio pode causar uma má formação e crescimento das unhas,  cabelo seco pele seca e/ou escamada .

A Pele

A nossa pele demonstra de forma bem visível o estado do nosso interior. Uma pele que perdeu a sua elasticidade, brilho, e capacidade de rejuvenescimento é um sinal evidente da falta de alguma substância necessária a que esse processo aconteça naturalmente.

O enxofre e o magnésio são elementos fundamentais para a beleza da nossa pele. Eles pode ser considerados como os melhores cosméticos do mundo.

A ingestão adequada de enxofre e de Magnésio é importante na geração de cabelos, unhas e pele, e na sua beleza. Eles têm a capacidade de transformar a pele, especialmente do rosto, dando-lhe uma suave tonalidade luminosa. 

O enxofre pode ser a chave para ajudar as pessoas em certos tipos de acne. O enxofre ajuda a amaciar e embelezar a pele e no processo de cicatrização e nas marcas deixadas pela acne. 

Os Tecidos flexíveis, como o tecido conjuntivo e a cartilagem, contêm proteínas com ligações de enxofre. O colágeno é a proteína mais abundante no corpo, e um componente principal de todos os tecidos conjuntivos. 

Na pele, o colagénio trabalha com fibras de uma outra proteína chamada elastina, para dar à pele a sua elasticidade. Na cartilagem, o enxofre que contém proteoglicanos de glucosamina e condroitina forma com o colágeno, uma proteína fibrosa que dá á cartilagem, a sua estrutura e flexibilidade.

A deficiência de enxofre orgânico pode resultar num menor funcionamento das células, tecidos e órgãos no corpo. O enxofre aumenta a permeabilidade da membrana da célula, tornando mais fácil a entrada de nutrientes e promove a excreção de toxinas. 

 

Carência de Enxofre e de Magnésio

O que se vem observando é que com o passar do tempo, os tecidos flexíveis perdem as suas propriedades elásticas. A escassez de enxofre  e de Magnésio é a causa provável do problema. As consequências são o endurecimento dos músculos e articulações, rugas, acne, diminuição da elasticidade, nutrição e brilho da pele; enfraquecimento capilar, perca de flexibilidade e brilho, cabelo quebradiço; unhas quebradiças, com sulcos, frágeis e com manchas.

 



 MSM – O que é?

 
 

A Descoberta do MSM

 

Tendo sido convidados para uma pesquisa, Dr. Stanley Jacob e Dr. Robert Herschler, pertencentes á Crown Zellerbach Corporation, acabaram por fazer uma descoberta fenomenal.

As suas pesquisas começaram há cerca de 40 Anos, e geraram milhares de artigos e publicações a este respeito.

A sua descoberta foi o MSM, uma substância natural, conseguida através de plantas subaquáticas (plâncton e algas), e com efeitos tremendamente benéficos para a nossa Saúde.

 

O que é MSM?

MSM é uma abreviatura de methylsulfonylmethane, uma forma orgânica de enxofre. A fórmula química de MSM é CH 3 SO 2 CH 3 . Ele é a forma na qual o enxofre aparece na natureza, em todos os organismos vivos, e no qual é biologicamente activo.

MSM é um pó branco e inodoro, cristalino, que é altamente solúvel em água quente e numa vasta gama de solventes orgânicos.

 

Ação do MSM no nosso Organismo:

·        analgésico natural: ele bloqueia a transmissão dos impulsos da dor por meio de fibras nervosas (fibras-C).

·        inflamações e processos inflamatórios. MSM aumenta a actividade de cortisol, uma hormona anti-inflamatório natural produzida pelo corpo.

·        melhora a permeabilidade das membranas celulares. Isso melhora a absorção de nutrientes e muitas vitaminas e eliminação de resíduos e excesso de fluidos celulares.

·        dilata os vasos sanguíneos, melhorando a circulação do sangue. Isso também ajuda a eliminar os resíduos do corpo, o que acelera a cicatrização.

·        relaxante muscular.

·        auxilia os mecanismos naturais de defesa do organismo, regulando o metabolismo da prostaglandina, e regula a formação de anti-corpos e complexos imunes.

·        potenciador da maioria das vitaminas e outros nutrientes;

·        antioxidante;

·        desintoxicação e limpeza do organismo;

·        Previne e repara os danos oxidativos (no cérebro e orgãos) e restaura a elasticidade da membrana celular e permeabilidade

 

O MSM no nosso Organismo

O MSM existe de forma natural em todos os Organismos Vivos, ele entra em inúmeras reações metabólicas, na produção de energia celular, e tem uma função essencial na preservação da função fisiológica normal e da estrutura molecular dos nosso sistema músculo-esquelético, é essencial no trato intestinal e urogenital e no sistema respiratório. Entra também na eliminação de radicais livres, parasitas e substâncias alérgenas.

Estudos afirmam que existe uma concentração mínima de MSM que deve ser mantida no corpo para preservar essas funções.

O nível natural de MSM no sistema circulatório de um humano adulto do sexo masculino é de cerca de 0,2 mg / kg. Adultos normais excretam 4 a 11 mg MSM por dia na sua urina. Vários estudos sugerem que a concentração sistémica de MSM em mamíferos baixa com o aumento da idade, possivelmente como resultado da mudança de dieta ou o metabolismo do corpo.

 

O que acontece quando não existe MSM no nosso organismo?

Baixas concentrações de MSM no nosso corpo têm sido relacionados com queixas tais como fadiga, depressão, alta sensibilidade ao stress físico e psicológico, e com um grande número de doenças degenerativas.

O MSM é uma importante fonte de enxofre, mas também tem propriedades únicas, relacionadas com a sua estrutura química e actividade biológica. Para entender as propriedades preventivas e terapêuticas de MSM, uma distinção deve ser feita entre as questões de “por que os seres humanos precisam de enxofre” e “por que os seres humanos precisam de MSM”.

 

Por que o corpo humano precisa ENXOFRE?

Após o cálcio e o fósforo, o enxofre é o terceiro mineral mais abundante no corpo. Um homem adulto de estatura média e peso tem cerca de 140 gramas de enxofre distribuídos através de seu sistema. Cerca de metade de todo o enxofre está contido no tecido muscular, pele e ossos.

A saúde do Cabelo, pele e unhas está diretamente relacionado com a existência de Enxofre no nosso organismo.

A escassez de enxofre é a causa do envelhecimento, os tecidos flexíveis perdem as suas propriedades elásticas. As consequências são o endurecimento dos músculos e articulações, ondulação da pele, e diminuição da elasticidade do tecido pulmonar e vasos sanguíneos arteriais.

 

Por que o corpo humano precisa de  MSM?

O anterior consenso científico considerou que nos seres humanos, os aminoácidos sulfurados metionina e cisteína eram as mais importantes fontes de enxofre. No entanto, desde a descoberta do ciclo do enxofre na terra, esta teoria é cada vez mais posta em questão. Há várias centenas de milhões de anos, as algas nos oceanos começaram a produzir compostos orgânicos de enxofre simples, o que levou à formação de MSM.

Este enxofre biologicamente ativo foi, provavelmente, a mais importante fonte de enxofre para todas as formas de vida, posteriormente, em desenvolvimento. Isto dá crédito à hipótese de que as formas superiores de vida mais provável são pré-programados geneticamente para usar MSM como uma fonte primária de enxofre.

Esta teoria é reforçada pela descoberta de que a MSM pode ser ingerida por todos os organismos investigados até agora em quantidades quase ilimitadas, sem causar quaisquer efeitos tóxicos.

O mesmo não pode ser dito sobre o enxofre contendo aminoácidos metionina e cisteína, que podem ser consumidos em pequenas quantidades, mas que podem causar respostas tóxicas indesejáveis em doses maiores.  

Experiências usando MSM contendo enxofre marcado radioactivamente ( 35 S) demonstraram que após a ingestão, MSM lança o seu enxofre para formar colagénio e queratina, os ingredientes básicos do cabelo e das unhas, bem como os aminoácidos essenciais, metionina e cisteína, juntamente com as proteínas. Parece claro que a importância de MSM como uma fonte de enxofre tem sido grosseiramente subestimada.

Tal como o Magnésio, a razão para que isso aconteça deve-se á realidade da moderna industria alimentar, que devido ao seu processo de “tratamento e limpeza” dos alimentos, causa a perca da maioria do MSM naturalmente presente nos alimentos.

É, portanto, por uma boa razão que MSM é conhecido como “O nutriente esquecido”

O Enxofre inorgânico é mal assimilado pelo nosso organismo. O Orgânico, enxofre biologicamente ativo é, portanto, extremamente importante para a saúde de todos os organismos vivos. MSM é a fonte natural de enxofre biológico a que estamos adaptados através da nossa evolução.

 

Benefícios do uso do MSM

O MSM possui propriedades preventivas e terapêuticas incríveis, a descoberta do papel do enxofre biológico na saúde e o processo que permitiu que ele pudesse ser tomado de forma complementar, são geralmente considerados entre os maiores avanços na medicina ortomolecular, na segunda metade deste século.

 

Benefícios do uso do MSM:

·        Dor Crónica (analgésico);

·        Danos pessoais devido a acidentes, queimaduras, etc;

·        Osteoartrite e artrite reumatóide;

·        Fibromialgia;

·        Reduzir dores nas costas;

·        Dores de cabeça, enxaquecas;

·        Dores musculares;

·        Bursite;

·        Cotovelos de ténis e outras lesões esportivas;

·        Síndrome do carpo;

·        Esclerose;

·        Correia do chicote;

·        LER (Lesões por Esforços repetitivos);

·        Cicatrizes devido a queimaduras, operações, acidentes, etc;

·        Alergias;

·        Doenças auto-imunes;

·        Cancro;

·        Diabetes;

·        Dor muscular e cãibras;

·        Prisão de Ventre e acidez estomacal;

·        Disfunção nos pulmões;

·        Stress;

·        Problemas de pele.

 

Suplementando MSM

O MSM deve ser complementado juntamente com o Cloreto de Magnésio P.A., uma vez que o Magnésio Potencializa a ação do enxofre. Sem as doses ideais de Magnésio no nosso organismo, as ações do MSM  são largamente colocadas em causa. Tal como não conseguimos chegar a um consenso de qual dos dois é mais importante – a agua ou o oxigénio (devido á urgência de cada um), assim o Magnésio esta para o MSM e vice-versa.

Fonte


Enxofre Orgânico - MSM (methylsulfonylmethane)

Propriedades:

MSM é uma abreviatura de methylsulfonylmethane, uma forma orgânica de enxofre. A fórmula química de MSM é CH 3 SO 2 CH 3 . Ele é a forma na qual o enxofre aparece na natureza, em todos os organismos vivos, e no qual é biologicamente activo.

MSM é um pó branco e inodoro, cristalino, que é altamente solúvel em água quente e numa vasta gama de solventes orgânicos.

Ação do MSM no nosso Organismo:

  • ·         analgésico natural: ele bloqueia a transmissão dos impulsos da dor por meio de fibras nervosas (fibras-C).
  • ·         inflamações e processos inflamatórios. MSM aumenta a actividade de cortisol, uma hormona anti-inflamatório natural produzida pelo corpo.
  • ·         melhora a permeabilidade das membranas celulares. Isso melhora a absorção de nutrientes e muitas vitaminas e eliminação de resíduos e excesso de fluidos celulares.
  • ·         dilata os vasos sanguíneos, melhorando a circulação do sangue. Isso também ajuda a eliminar os resíduos do corpo, o que acelera a cicatrização.
  • ·         relaxante muscular.
  • ·         auxilia os mecanismos naturais de defesa do organismo, regulando o metabolismo da prostaglandina, e regula a formação de anti-corpos e complexos imunes.
  • ·         potenciador da maioria das vitaminas e outros nutrientes;
  • ·         antioxidante;
  • ·         desintoxicação e limpeza do organismo;
  • ·         Previne e repara os danos oxidativos (no cérebro e orgãos) e restaura a elasticidade da membrana celular e permeabilidade

O MSM no nosso Organismo

O MSM existe de forma natural em todos os Organismos Vivos, ele entra em inúmeras reações metabólicas, na produção de energia celular, e tem uma função essencial na preservação da função fisiológica normal e da estrutura molecular dos nosso sistema músculo-esquelético, é essencial no trato intestinal e urogenital e no sistema respiratório. Entra também na eliminação de radicais livres, parasitas e substâncias alérgenas.

Estudos afirmam que existe uma concentração mínima de MSM que deve ser mantida no corpo para preservar essas funções.

O nível natural de MSM no sistema circulatório de um humano adulto do sexo masculino é de cerca de 0,2 mg / kg. Adultos normais excretam 4 a 11 mg MSM por dia na sua urina. Vários estudos sugerem que a concentração sistémica de MSM em mamíferos baixa com o aumento da idade, possivelmente como resultado da mudança de dieta ou o metabolismo do corpo.

O que acontece quando não existe MSM no nosso organismo?

Baixas concentrações de MSM no nosso corpo têm sido relacionados com queixas tais como fadiga, depressão, alta sensibilidade ao stress físico e psicológico, e com um grande número de doenças degenerativas.

O MSM é uma importante fonte de enxofre, mas também tem propriedades únicas, relacionadas com a sua estrutura química e actividade biológica. Para entender as propriedades preventivas e terapêuticas de MSM, uma distinção deve ser feita entre as questões de “por que os seres humanos precisam de enxofre” e “por que os seres humanos precisam de MSM”.

Por que o corpo humano precisa ENXOFRE?

Após o cálcio e o fósforo, o enxofre é o terceiro mineral mais abundante no corpo. Um homem adulto de estatura média e peso tem cerca de 140 gramas de enxofre distribuídos através de seu sistema. Cerca de metade de todo o enxofre está contido no tecido muscular, pele e ossos.

A saúde do Cabelo, pele e unhas está diretamente relacionado com a existência de Enxofre no nosso organismo.

A escassez de enxofre é a causa do envelhecimento, os tecidos flexíveis perdem as suas propriedades elásticas. As consequências são o endurecimento dos músculos e articulações, ondulação da pele, e diminuição da elasticidade do tecido pulmonar e vasos sanguíneos arteriais.

Por que o corpo humano precisa de MSM?

O anterior consenso científico considerou que nos seres humanos, os aminoácidos sulfurados metionina e cisteína eram as mais importantes fontes de enxofre. No entanto, desde a descoberta do ciclo do enxofre na terra, esta teoria é cada vez mais posta em questão. Há várias centenas de milhões de anos, as algas nos oceanos começaram a produzir compostos orgânicos de enxofre simples, o que levou à formação de MSM.

Este enxofre biologicamente ativo foi, provavelmente, a mais importante fonte de enxofre para todas as formas de vida, posteriormente, em desenvolvimento. Isto dá crédito à hipótese de que as formas superiores de vida mais provável são pré-programados geneticamente para usar MSM como uma fonte primária de enxofre.

Esta teoria é reforçada pela descoberta de que a MSM pode ser ingerida por todos os organismos investigados até agora em quantidades quase ilimitadas, sem causar quaisquer efeitos tóxicos.

O mesmo não pode ser dito sobre o enxofre contendo aminoácidos metionina e cisteína, que podem ser consumidos em pequenas quantidades, mas que podem causar respostas tóxicas indesejáveis em doses maiores.

Experiências usando MSM contendo enxofre marcado radioactivamente ( 35 S) demonstraram que após a ingestão, MSM lança o seu enxofre para formar colagénio e queratina, os ingredientes básicos do cabelo e das unhas, bem como os aminoácidos essenciais, metionina e cisteína, juntamente com as proteínas. Parece claro que a importância de MSM como uma fonte de enxofre tem sido grosseiramente subestimada.

Tal como o Magnésio, a razão para que isso aconteça deve-se á realidade da moderna industria alimentar, que devido ao seu processo de “tratamento e limpeza” dos alimentos, causa a perca da maioria do MSM naturalmente presente nos alimentos.

É, portanto, por uma boa razão que MSM é conhecido como “O nutriente esquecido”

O Enxofre inorgânico é mal assimilado pelo nosso organismo. O Orgânico, enxofre biologicamente ativo é, portanto, extremamente importante para a saúde de todos os organismos vivos. MSM é a fonte natural de enxofre biológico a que estamos adaptados através da nossa evolução.

Benefícios do uso do MSM

O MSM possui propriedades preventivas e terapêuticas incríveis, a descoberta do papel do enxofre biológico na saúde e o processo que permitiu que ele pudesse ser tomado de forma complementar, são geralmente considerados entre os maiores avanços na medicina ortomolecular, na segunda metade deste século.

Benefícios do uso do MSM:

  • ·         Dor Crónica (analgésico);
  • ·         Danos pessoais devido a acidentes, queimaduras, etc;
  • ·         Osteoartrite e artrite reumatóide;
  • ·         Fibromialgia;
  • ·         Reduzir dores nas costas;
  • ·         Dores de cabeça, enxaquecas;
  • ·         Dores musculares;
  • ·         Bursite;
  • ·         Cotovelos de ténis e outras lesões esportivas;
  • ·         Síndrome do carpo;
  • ·         Esclerose;
  • ·         Correia do chicote;
  • ·         LER (Lesões por Esforços repetitivos);
  • ·         Cicatrizes devido a queimaduras, operações, acidentes, etc;
  • ·         Alergias;
  • ·         Doenças auto-imunes;
  • ·         Cancro;
  • ·         Diabetes;
  • ·         Dor muscular e cãibras;
  • ·         Prisão de Ventre e acidez estomacal;
  • ·         Disfunção nos pulmões;
  • ·         Stress;
  • ·         Problemas de pele.


O MSM e a Doença Auto-Imune



Doença Auto-Imune

O MSM luta de forma muito eficaz inflamações resultantes de reações auto-imunes ( em que o organismo desenvolve uma resposta imunitária contra os seus próprios tecidos, articulações e órgãos). Por exemplo, pessoas que sofrem de artrite beneficiam muito do MSM.

Estudos comprovam Benefícios do MSM

Vários estudos têm demonstrado que a suplementação de MSM reduz significativamente a degeneração e inflamação das articulações. 

Osteoartrite Sintomática

Num estudo, 24 pessoas com osteoartrite sintomática foram tratados com uma droga regular (NSAID), ou com 3 gramas de MSM diárias. Após um mês, os dois grupos observaram melhoramentos iguais na dor e na rigidez.



Artrite Reumatóide

Em outro experimento, ratos com predisposição a artrite reumatóide – como lesões articulares – foram estudados. Os pesquisadores descobriram que os ratos de dois meses de idade que receberam água contendo uma solução a 3% de MSM por um período de três meses, não sofreram degeneração da cartilagem articular. No grupo de controlo de ratos que receberam apenas água da torneira, 50 % dos animais sofreram de degeneração focal da cartilagem articular. Quase todos ( 95 % ) os animais de controlo apresentaram reação inflamatória nos tecidos sinoviais, em comparação a uma reacção inflamatória menos grave em 50 % do grupo que tomou  MSM.



Doença auto-imune ALD 

Os Ratos propensos ao desenvolvimento da doença auto-imune linfoproliferativa ( ALD ) foram alimentados, a partir de um mês de idade, com uma dieta que incluía uma solução de 3 % de MSM na agua que bebiam. A esperança de vida média do grupo de controlo foi de 5,5 meses , ao passo que o tempo de vida médio do grupo MSM foi alargado para mais de 10 meses de idade. O grupo MSM mostrou diminuição da resposta de anticorpos antinucleares e diminuição significativa da linfadenopatia , esplenomegalia e de desenvolvimento da anemia , sugerindo , assim, que o MSM forneceu uma protecção significativa contra o desenvolvimento da doença auto-imune ALD.



Doença auto-imune LES

Outros experimentos foram realizados em ratos com propensão a adquirir a doença auto-imune Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES). Estas experiências mostraram que o MSM teve efeitos de protecção tanto antes como após o início da doença. Os ratos que foram mantidos numa dieta incluindo 3% de MSM na sua água, a partir da idade um mês, sofreram menores taxas de danos ao fígado, e menos mortes, do que os ratos do grupo de controle que bebiam apenas água da torneira. Após sete meses, 30 % dos ratos do grupo de controlo tinham morrido, enquanto que todos os ratos que tomavam MSM ainda estavam vivos. Além disso, quando os ratos de sete meses de idade e já mostrando sinais avançados de lúpus foram alimentados com a dieta MSM, 62% dos animais ainda estavam vivos depois de nove meses, em comparação com 14% para o grupo de controle que recebeu apenas água da torneira.



A que se devem os efeitos Benéficos do MSM?

O efeito benéfico de MSM é devido, em parte, à sua capacidade para melhorar a permeabilidade celular, permitindo que substâncias prejudiciais (ácido láctico, toxinas) saiam, e simultaneamente permitindo a entrada de nutrientes, evitando assim o acumulo de pressão nas células, que causa a inflamação das articulações.

Elisabete Milheiro


Fonte:  http://www.msm-info.com/ Site oficial da MSM – Fundação de Informação Médica Organização sem fins lucrativos dedicada à divulgação de informações sobre MSM

Fonte 2: http://solucaoperfeita.com