TRATAMENTO ANIMAIS



Nossos animais...

Refletindo sobre certas cenas dos vários episódios que assisti de um  seriado  maravilhoso,  HeartLand, pensei em meus mais 20 anos de meu trabalho terapêutico com seres humanos e também com os animaisNão somente os vários cães e gatos que já conviveram e convivem comigo, mas tantos outros que tive a alegria de tratar, fazendo apenas o meu melhor, aquilo que amo, e surpreendentemente, ser agraciada com tantos resultados não menos maravilhosos.   Resultados  esses,  que  a
ciência médica/alopata, na maioria das vezes não tem  respostas, submetidos a drogas químicas muitas



vezes, em um primeiro momento necessárias enquanto eles conseguirem viver e aqueles casos, difíceis e traumatizantes para os “donos” dos animaizinhos poderem suportar > o sacrifício... Ouvir que não há nada a fazer, a não ser sacrificá-los.

Eu mesma já vivenciei isto algumas vezes, infelizmente uma delas na época eu não tinha a experiência que tive mais tarde, aliás nem havia começado esta área de saúde que veio a ser o caminho a trilhar.

Muito antes de se falar em utilizar as medicações frequenciais para animais eu já as utilizava neles, afinal o querido precursor Dr. Bach deixou em seu livro dos benefícios para todas as coisas vivas, incluindo as plantas. Meus cursos de formação/Docência foram excelentes e meus professores maravilhosos, porém sei que o meu próprio processo ao utilizar em eu mesma disciplinadamente é que me levou a insigths maravilhosos para ajudar.

Um de meus últimos casos com meu próprio cão, e já na área, houve até necessidade, mas não sem antes eu receber um “chamado interno”, que teve uma abordagem não menos interessante. Foi necessário, sim... Porém, até a partida foi praticamente “indolor”, no caso para mim. Pois havia a certeza interna que era o caminho. Aqui está uma breve colocação da época (2010): Assim se manifestou o EU, através da Consciência chamada Beethoven...

O seriado citado mostra coisas lindas, a importância de se ir na causa, não somente a causa mor, como alternativas naturais, plantas, óleos essenciais, etc.,  para auxiliar em um primeiro momento todo o emaranhamento mental/emocional de que somos todos, acometidos, nós e os animais.

À partir disto decidi dar uma roupagem nova em minha página sobre tratamentos para animais, pois comecei a me recordar das alegrias que tenho tido neste caminho com alguns casos onde o sacrifício como solução foi citado e as pessoas não permitiram, e para minha alegria, chegaram até a mim. Então citarei alguns dos surpreendentes casos.

  • CINOMOSE > Caso 1

Um cão que estava há poucos metros de minha casa em Guarujá. Saio no portão e o vejo. Porte médio em um Sol escaldante, com uma língua enorme para fora da boca e sem poder se levantar. Sem saber muito o que fazer, chamo pelo meu vizinho, por ajuda, e trazemos ele para a sombra de uma árvore em nossa calçada.

Providencio água para ele e tentamos colocá-lo em pé, mas foi inútil, ele não se sustentava.

Deixo-o ali aos cuidados do vizinho e por radiestesia providencio o que ele esteja precisando para o que está ocorrendo com ele, não me recordo o que saiu mais eram florais e também elixires de cristais. Volto lá e começo a colocar em sua boca.

Feito o que pude em um primeiro momento, vem a questão, quem vai cuidar? Eu tinha 2 cachorros grandes, o Brian aí acima e o Thor e sem um lugar para separação, portanto inviável. Mas eles também tinham dois a Mel linda e temperamental e um outro maior, porém tinham um canto da casa que podia isolá-lo. Feito!!

Esses queridos vizinhos por conta própria levaram o cãozinho no veterinário e o diagnóstico foi Cinomose e como praxe veterinária > sacrificar. Bem, eles não deixaram, que alegria a minha!!! Benditos sejam Vanda e Nelson, eternos agradecimentos.

Combinamos que eles cuidariam e eu continuaria com toda a terapêutica necessária. Para resumir, passaram-se quase 1 mês e após este o cão se levanta como se jamais houvesse tido nada.

Semanas depois, estávamos eu e meus vizinhos na calçada conversando e nosso amiguinho ali ao lado. De repente, ele olha para um certo lado de nossa rua, e lá, bem ao final (a rua era comprida), alguém, uma mulher vem vindo. Nosso amiguinho cão todo restabelecido se levanta e sai em disparada para a figura feminina. O que presenciamos ao longe, por que de lá retornaram, foi uma efusividade de alegria entre a mulher e o cão. Ela nem imagina o que aconteceu com seu cãozinho. Foram embora felizes.      

  • CINOMOSE > Caso 2

Esse não descreverei aqui, mas sua linda historia está toda no link é só clicar. No Caso 1 tinha acabado de acontecer, mas este já haviam se passado uns 6 meses e poderão ver através de fotos o estado de atrofiamento das perninhas da cadelinha CINOMOSE, Paquita e... a prova 

  • CONVULSÕESCão Pastor Alemão e tomava já há um bom tempo GARDENAL, única forma de controlar os ataques. Após um curto tratamento cessaram as convulsões.
  • HEPATITE – Meu próprio gato há muitos anos atrás. Ao apanhar algumas vezes de uma outra gata (gata de uma hóspede em minha casa), simplesmente seus olhos azuis se tornaram verde e tudo o que era pele branca virou amarelada. Chamei veterinária em casa e esta quis uma amostra de sangue para saber se tratava de Hepatite contagiosa, bem foi inviável! Eu teria que leva-lo em outra cidade para colher o sangue. Decidi utilizar os meus recursos. Com Cineosiologia testei se era contagiosa e deu que não. Grande eliminação!!  Então fui tratar a causa que na realidade eu já sabia – raiva, claro!      Então avaliei quais eram os florais. Já tem muitos anos isto, não me lembro quais. Como não estava comendo nada, a veterinária me orientou a dar fígado de galinha cozido e liquidificado (eu dava em sua boca com seringa). Ainda para o físico eu dava também chá de picão, (excelente para o Fígado) órgão afetado pela emoção raiva. Uns 40 dias se passaram e meu querido Thibor ficou muito magrinho (ninguém acreditava que ele iria sobreviver). Porém continuei... Ao final, totalmente recuperado mudou também de temperamento, ficando melhor do que era antes. Bem, nem precisa dizer que tratei a agressividade da gata da minha amiga hóspede, afinal mãe de gato, tem limites, rs

PROBLEMAS EM CÃES e GATOS de: 

  • PELE
  • RENAL
  • RESPIRATÓRIO
  • Etc...

Enfim, não importa o que seja, tratar o efeito algumas vezes não resultará em nada, ou se ainda resultar, sabemos que a causa continuará na memória celular, o que poderá, como muitas vezes acontece, retornar. 

Cuide Bem de Você e também de seu Animalzinho




Contato