“... Uma das mudanças necessárias em minha maneira de pensar ao longo do caminho para a experiência final foi a aceitação da idéia de que a mente projeta tudo, observa sua própria projeção de um ponto de vista diferente e aparentemente separado, e então interpreta essa percepção como um fato externo. O corpo, ele mesmo uma idéia de separação, existia apenas na mente como uma maneira de experimentar a separação!

Toda a minha a vida, eu presumi que meus olhos viam o mundo, meu corpo o sentia, e meu cérebro o interpretava. O Livro de Exercícios estava me ajudando a compreender que era tolo pensar que os olhos do corpo realmente podiam ver, ou que o cérebro podia pensar ou interpretar qualquer coisa.

A mente dizia ao meu corpo o que ver e sentir, e como interpretar o que eu estava vendo e sentindo. O corpo era simplesmente um truque, um artifício dentro da mente do ego, que estava projetado para me convencer de que minha vida no mundo era a verdade
.

O Livro de Exercícios não apenas me ensinou o oposto da ciência newtoniana, mas também me deu a experiência de aceitar a interpretação do Espírito Santo para tudo, facilitando, portanto, o começo do fim do meu ego...”
(O Desaparecimento do Universo, pg. 155/6)

A proposta dos florais é nos capacitar a religação com o Eu Superior e a entrega a esse Poder, promovendo o entendimento de nossa origem espiritual, trazendo de volta a lembrança de nossa inocência divina e original, possibilitando-nos a vivência de quem somos de fato, através de Seus atributos, impregnadas nessas gotas de Seu puro Amor...


Cuide bem de você... www.cuidebemdevoce.com