Metamorfose

A Criança Interior

Postado por Lena Rodriguez em segunda, maio 31, 2010 Em: Florais On Line


"Em todo adulto espreita uma criança - uma Criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo, e que solicita, atenção e educação incessantes. Essa é a PARTE da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa" Carl Gustav Jung

 

Criança interior é, hoje em dia, um termo muito usado no campo da psicologia e do desenvolvimento pessoal em geral. Ainda assim, atrever-me-ia a dizer que a sua definição não é clara para todos.

A criança interior poderia ser descrita como as memórias emocionais de como nos sentíamos em criança.

Todos os aspectos dessas memórias.

A brincadeira, a necessidade de colo, a curiosidade, a sensação de sermos heróis ou heroínas do jogo em que brincávamos, a insegurança, a sensação de não ser capaz, o queremos ser especiais para as pessoas que mais amávamos.

Conforme crescemos, a forma como nos expressamos, como percepcionamos a vida, como agimos, tornam-se mais elaboradas e mais subtis. Mas a criança permanece.

Muitas vezes, quando as memórias de infância são dolorosas, fechamos a criança num armário, a infância terminou e somos adultos sérios e racionais. Mas a criança permanece.

E permanece na sua forma de dor, de sabotagem, de crítica, de falta de criatividade.

Permanece quando não nos sentimos capazes, quando as sensações corporais nos dizem que não somos suficientemente bons.

Surge a todo o momento, sob aquelas emoções que não conseguimos controlar.

E, ao permanecer sombria, ironicamente, não nos permite crescer.

É ao validar a criança que habita em nós, tal como a sua dor, a sua percepção da vida, e também, a sua alegria, espontaneidade, capacidade criativa e alegria de viver, que nos tornamos unos conosco mesmos, que nos reconhecemos como um todo.

Jung chamava-lhe processo de individuação.

A criança interior é o herói ou a heroína da nossa história. Ouvi-la é descobrir onde está, na caminhada transformadora que é a sua vida.

 

Por Élia Gonçalves

 

*********


Florais > Cuidar da Criança Interior é resgatar as virtudes da Criança Divina que existe em cada um de nós - Nossa Essência... Que se encontra nublada por véus de memórias ancestrais, cheias de equívocos a partir das percepções do ego que vai se formando e apenas se recordando, de suas repetições...

Lena Rodriguez

www.cuidebemdevoce.com

Em: Florais On Line 


Tags: florais  criança interior  memórias  mente subconsciente   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola