“Você não pode ser negado de tudo que é perfeito, íntegro, completo, e correto quando você é seu Eu Verdadeiro em primeiro plano. Ser seu Eu Verdadeiro faz com que você vivencie automaticamente a perfeição de Pensamentos, Palavras, Atos e Ações Divinos. Se você se permite em primeiro lugar pensamentos tóxicos, você automaticamente vivencia a imperfeição da doença, confusão, ressentimento, depressão, culpa e pobreza.”
Dr. Ihaleakala Hew Len no livro “Limite Zero”

Quando fazemos a terapia floral, buscando o nosso auto-conhecimento, verificamos que o erro de hoje é o aprendizado para o futuro acerto. Neste caso, a única forma de aprendermos é nos perdoando pelo erro que cometemos no passado. Pedir perdão ao próximo também é muito importante, mas ele pode não nos perdoar (porque ainda não está preparado para isto), então, assim mesmo, fazemos o nosso perdão.

Somos humanos e erramos todos os dias. "Se há alguém dentre vós que não tem pecado que atire a primeira pedra" é a famosa frase de Jesus Cristo que nos remete a uma outra mais atual: "Quem nunca cometeu um erro num dia que atire a primeira pedra" - certamente, será muito difícil encontrar a pessoa que levantará a sua mão. Acumulamos erros que se transformam em culpas conscientes e inconscientes que definem caminhos de vida muito tortuosos e difíceis de serem realizados. São caminhos que não têm um fim...

Vamos explicar melhor. Na verdade, o nosso cérebro é uma máquina sofisticada onde são guardados todas as impressões que recebemos do nosso mundo mental, emocional, físico e espiritual. Estas impressões ficam armazenadas nesta 'winchester' sofisticada. Elas criam caminhos de neurônios (que chamamos de "caminhos neuronais") por onde passam os nossos pensamentos, sentimentos e emoções. Por exemplo: na infância, a criança apanhava do seu pai indiscriminadamente, ou seja, ela cresceu com medo e ódio do pai; este sentimento está 'armazenado' em seu cérebro e, produziu um caminho neuronal do 'medo e ódio', ou seja, quando adulta, esta criança poderá ter medo e ódio pela figura de autoridade como, por ex: do seu chefe, líderes, políticos, sindicalistas, de pessoas 'mandonas', etc.

Estes sentimentos fazem a pessoa ficar 'deslocada' da sua origem que é o Amor Universal. Chamamos de Amor Universal tudo aquilo que existe na natureza e vive em equilíbrio consigo mesmo e em harmonia com o todo - o nosso Criador, Deus ou o Nome que você quiser a sua Divindade. Quando atingimos este estado de consciência, estamos muito perto do nosso Ser Divino (que é a nossa Divindade, Criação, Deus ou o Nome que você achar mais adequado).

Para "desmanchar" esta rede de neurônios, há a necessidade de nos reconectar com o nosso Divino através de novos caminhos neuronais que nos ajudarão a ampliar a nossa consciência. A mestra kahuna Morrnah Nalamaku Simeona (1913 - 1992) deixou para a humanidade um processo chamado Ho'oponopono atualizado. Através de quatro simples e poderosas frases ditas ao nosso Ser Divino, nos perdoamos e voltamos ao nosso verdadeiro caminho de vida. É um processo profundo de limpeza interna, onde a pessoa encontrará o seu verdadeiro caminho de vida através da sua Divindade. Não se deve esperar um resultado, mas, sim, deixar que o Divino lhe mostre o caminho a ser percorrido.

Para que o processo seja completo, Morrnah primeiramente fazia a seguinte oração:

"Divino Criador, Pai, Mãe, Filho como Um... Se eu, a minha família, parentes e ancestrais ofendemos a Ti, Tua Família, Teus Parentes e Teus Ancestrais com pensamentos, palavras e ações desde o início da nossa criação até o presente, pedimos o Teu Perdão...Que esta prece limpe, purifique, liberte e secione todas as memórias, energias, vibrações e bloqueios negativos, e transmute essas energias indesejadas em uma Luz Pura... Está feito".
Se quiser repita esta oração quantas vezes quiser - ela ajudará a curar você e muitas pessoas ao seu redor.


Agora, conheça as quatro frases:
- Eu sinto muito.
- Eu me perdôo.
- Eu Te amo.
- Eu sou grato(a).

Repita estas frases várias vezes ao dia: no trânsito, sozinho, em casa, mesmo que não haja motivo, etc; você pode destacar uma que lhe toca mais naquele momento e repeti-la. Não existe regra em relação à ordem das frases. Deixe sua intuição lhe guiar.

Uma Explicação Mais Detalhada

Neste processo, somos responsáveis por tudo que está ao nosso redor, ou seja, nós criamos a nossa realidade e, por isso, podemos modificá-la se reconectando a nossa Divindade, ao nosso Amor Divino (de onde viemos e fomos gerados). Somos responsáveis por tudo aquilo que acontece com o nosso irmão porque somos nós que criamos este cenário. O mais brilhante deste processo simples e puro, é que não dependemos do próximo, de ninguém, para fazermos uma mudança de comportamento, a cura de uma doença no outro, etc. Só depende na nossa boa vontade em querer mudar e criar um mundo melhor.

1 - Eu sinto muito
"Eu percebo o erro que cometi e não quero mais fazê-lo - eu me arrependo dos atos que cometi"
Quando você diz “sinto muito” você reconhece que algo (não importa se saber o que) penetrou no seu sistema corpo/mente.

2 - Eu me perdôo
"Eu me perdôo pelo erro que cometi"
Na verdade, você está pedindo a sua Divindade para te ajudar a se perdoar.
Você quer o seu perdão interior pelo o que lhe trouxe aquilo.

3 - Eu Te amo
"Eu amo a minha Divindade profundamente e sempre"
“Eu Te amo” transmuta a energia bloqueada (que é o problema) em energia fluindo - religa você ao Divino. "Te amo" é a energia do Amor Divino Universal que tudo criou
* Esta é a frase mais importante  porque faz a religação entre você e a sua Divindade - deve ser repetida várias vezes.

4 - Eu sou grato(a)
"Eu reconheço o que o Universo fez por mim; doo uma parte que recebi ao Universo e Ele me devolve um novo ciclo de energia"
“Eu sou grato(a)” é a sua expressão de gratidão, é a sua fé em que tudo será resolvido para o bem maior de todos envolvidos.

Conforme você "vai se limpando" das suas culpas, se religando a sua Divindade e sendo grato a Ela,  os próximos passos  no seu caminho de vida serão determinados pelo Divino (ex: você pode ser inspirado a tomar alguma ação, qualquer que seja, ou não). Se continuar uma dúvida, continue o processo de limpeza e logo terá a resposta quando estiver completamente limpo.

Ho'oponopono na Terapia Floral

Ho'oponopono  atualizado é o trabalho da humildade do profissional e do seu paciente. Este processo torna o terapeuta floral humilde porque ele chega a conclusão que nada pode fazer pelo seu paciente, mas pode fazer muito para melhorar a sua realidade melhorando, assim, a realidade do seu paciente. Ele chega a conclusão que a sua mente não tem a solução para os problemas do seu paciente. O terapeuta floral somente acompanha o seu paciente no caminho que ele escolheu.

Na terapia floral usando o Ho’oponopono atualizado, o terapeuta primeiro assume sua Identidade, sua Mente e a conecta com a Fonte Original, que outros podem chamar de Amor Divino, Divindade, Deus, Criador de Todo o Universo, Pai-Mãe-Filho, etc. Com essa ligação feita, o terapeuta pede ao Amor Divino corrigir os pensamentos errôneos que se manifestaram como problemas, primeiro nele e depois no paciente. O recurso é um processo de arrependimento e perdão por parte do terapeuta onde ele pronuncia: "Sinto por ser responsável pelos meus pensamentos errôneos que causaram meu problema e o de meu paciente – por favor, Me perdoe".

Em resposta ao apelo de arrependimento e perdão do terapeuta, o Amor Divino começa o processo místico de transmutar os pensamentos errôneos. Nesse processo espiritual de correção, a Divindade primeiro neutraliza as emoções errôneas que causaram o problema, sejam elas de ressentimento, medo, raiva, culpa ou confusão. No próximo passo, o Amor Divino libera as energias neutralizadas dos pensamentos, deixando-as num estado de vazio e verdadeira liberdade.

Se não tomarmos cuidado, a terapia floral se torna uma forma de manipulação. E ela acontece quando o terapeuta pensa que o "paciente está doente e ele (terapeuta) vai trabalhá-lo para a sua melhora e equilíbrio emocional". Na terapia floral com Ho'oponopono, o terapeuta acredita que o paciente veio até a ele lhe trazer uma oportunidade de olhar o que está acontecendo consigo mesmo (terapeuta) - neste caso, não há manipulação.

Como diz Ihaleakala, discípulo de Morrnah:  
"Se a terapia for baseada em sua crença de que você está ali para salvar o outro, curar o outro ou orientar o outro, a informação que você traz emerge do intelecto, da mente consciente. Mas o intelecto não é habilitado para entender e abordar problemas. O intelecto não tem a menor condição de solucionar problemas! Ele é incapaz de compreender que, quando uma situação problemática é solucionada por transmutação (como no caso de Ho'oponopono e outros processos semelhantes), não só a situação fica resolvida, mas tudo o que estiver relacionado com ela, atingindo níveis microscópicos e estendendo-se até o início dos tempos... Sendo assim, penso que a pergunta mais importante a ser feita é: “O que é um problema?” Se você faz uma pergunta como esta, não há clareza. E como não há clareza, eles inventam uma forma de resolver o problema...".

Autor: Josef Karel Tlach
fonte

*****

Lena Rodriguez
Cuide Bem de Você