Metamorfose

Coluna – O suporte flexível da vida...

Postado por Lena Rodriguez em sexta, junho 4, 2010 Em: Florais On Line


Pesquisas apontam que dores nas costas afeta 80% da população mundial em alguma época da vida e é a segunda causa de hospitalização, ficando atrás somente dos partos.

Segundo Lousie Hay a coluna é o suporte flexível da vida e é muito grande a variedade de males e desconfortos relacionados com a coluna vertebral... O desalinhamento das vértebras e discos vertebrais pode causar irritação em certos feixes de nervos, terminando por afetar órgãos, estruturas e funções, havendo uma equivalência mental e por conseqüência emocional, com cada setor.

As várias vértebras Cervicais, Torácica, Lombar, Sacral e Cóccix, quando com problemas, tais como; lordose, cifose, escoliose, dores ou desalinhadas, estão ligadas emocionalmente à infindáveis padrões mentais/emocionais, tais como: medo, confusão, raiva, fugir da vida, dúvidas intermináveis, não ser bom o bastante, preocupações com o que o outro irá dizer, rejeição da própria sabedoria, recusa em saber e compreender, indecisão, ressentimento, culpa, etc... etc... etc...

Um arsenal de memórias ancestrais, registros em nossa memória celular, que são acionadas na medida em que eventos ativa essas lembranças arquivadas.

"Toda doença tem origem num estado de não-perdão" (UCEM) e "Sempre que ficamos doentes, precisamos olhar à nossa volta para vermos a quem precisamos perdoar"... Inútil procurar lá fora o culpado, até iremos ver no outro, porém a finalidade do outro, senão única para mim, seja apenas poder nos enxergar... Por mais que nos seja difícil admitir que o que vemos no outro está em nós, certamente de alguma forma agimos assim, tive várias oportunidades comprovar comigo mesma.

Perdoar significa deixar ir, abrir mão do controle, do apego à determinada memória... Não precisamos nem saber como perdoar, apenas e tão somente estarmos dispostos a perdoar... Com a simples frase “Te amo”, ou “eu te amo” do processo Ho’Oponopono, mentalmente, silenciosamente dirigidas à nós mesmos, diante de qualquer situação em que há um pensamento ou atitude de julgamento, tudo começa a se harmonizar, sem que façamos nada além disto... Há Uma parte em nós, plena de Paz e Sabedoria de cuidará de tudo.

Como o autor do Livro: Tudo que você precisa saber sobre dor nas costas aborda: “... existem várias causas para a dor nas costas e um importante ponto a considerar é que independente do motivo, toda dor tem um componente físico e outro emocional e se somente um deles for avaliado, a chance de um diagnóstico errôneo ou de um tratamento incompleto será extremamente alta. Fundamental é não tratar a dor inicial de qualquer jeito ou menosprezá-la. O correto tratamento inicial é o que pode avaliar como será a saúde da sua coluna dali para a frente. Então, se sentir dor, procure um tratamento correto...”

Quando tudo já está somatizado, porque deixamos ir longe demais, há o tratamento baseado em uma medicina desses dois médicos bastante humanista, cujo pdf se encontra abaixo...  Conjuntamente, a Terapia Floral para a libertação das crenças geradas e conseqüentemente somatizadas no físico é fundamental... Ainda temos técnicas de desbloqueio no sistema energético de nosso corpo que são de grande valia, como a E.F.T.... Importante não abrirmos mão de tudo o que está à nossa disposição em momentos que, se críticos, ao mesmo tempo pleno de bênçãos que vem em nosso auxílio.

Acima de tudo a busca pela auto aprovação, a gentileza conosco, inevitavelmente levará ao amor por nós mesmos.

Lena Rodriguez

Terapia Floral

www.cuidebemdevoce.com

Disponibilizo Livro - Tudo que voce precisa saber sobre dor nas costas. pdf

Em: Florais On Line 


Tags: coluna  emocional  florais on line   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola