“Dentro de cada um de nos se encontra um tesouro de ouro maciço. Essa essência áurea é o nosso espírito, puro e magnífico, coberto por uma dura carapaça de argila. A argila surgiu do nosso medo. É a nossa máscara social: a face que mostramos ao mundo. Revelar sua sombra deixa à mostra sua máscara. Precisamos olhar para essa máscara com amor e piedade porque é muito importante compreender o que está escondido atrás dela.

Nossa carapaça exterior é que enfrenta o mundo, escondendo as características que constituem sua sombra. Nossas sombras são tão bem disfarçadas que, muitas vezes, mostramos uma face para o mundo quando, de fato, é o extremo oposto que realmente está dentro de nós. Algumas pessoas usam uma camada de agressividade que esconde sua sensibilidade, ou uma máscara de humor, para cobrir sua tristeza. As pessoas que 'sabem tudo' normalmente estão disfarçando o fato de se sentirem burras, enquanto as que agem com arrogância precisam ainda revelar sua insegurança. A pessoa gentil esconde o canalha dentro de si, e a sorridente oculta a irritada. Precisamos olhar além de nossas máscaras sociais para descobrir nosso eu autêntico. Somos mestres do disfarce, enganando os outros, mas nos enganando também. São as mentiras que contamos a nós mesmos que temos de decifrar. Quando nunca nos sentimos completamente satisfeitos, saudáveis ou realizando nossos sonhos, é porque essas mentiras estão no nosso caminho. É assim que reconhecemos nossa sombra, quando a trabalhamos". (
Debbie Ford)

 

“A prevenção e cura acontecem quando localizamos o erro dentro de nós mesmos e suprimimos este defeito por meio do cuidadoso aprimoramento da virtude que o destruirá; não combatendo diretamente o erro, mas desenvolvendo tanto estas virtudes opostas que ele chegue a ser varrido de nossas naturezas”.

Dr. Edward Bach

Lena Rodriguez

www.cuidebemdevoce.com