As normas de segurança nos aviões ensinam que em caso de emergência, o adulto deve colocar primeiro a sua máscara de oxigênio e só depois ocupar-se da criança… Egoísmo? Não! Apenas a garantia de estar em condições para poder realmente auxiliar aqueles que ainda não tem capacidade.

Essa deveria ser uma norma de vida, a ser seguida em todas situações. O cuidar do outro em detrimento de si mesmo, pode esconder a incapacidade de olhar-se ao espelho e reconhecer suas necessidades, seus limites e suas reais motivações.

Embora óbvio, por vezes é difícil percebermos que para estarmos saudavelmente disponíveis aos outros, física e emocionalmente, temos que em primeiro lugar estar disponíveis para nós mesmos, devemos antes de tudo cuidar das nossas necessidades. Lembremos que alguém doente, não será capaz de dar o seu melhor a outro que necessite. Sua ajuda será restrita.

Comece por olhar realmente para si e descobrir quem realmente é. Aprenda a cuidar das suas necessidades e se permita alguns mimos. Faça coisas que lhe saibam bem e lhe dêem prazer, pois essa é uma das melhores formas de evitar o stress e “recarregar as nossas baterias”.

Aprenda a gostar de si mesmo, a respeitar-se, afinal você será a única companhia certa ao longo de toda a sua vida. Feito isso, você estará pronto para estender a mão a quem precisa e ser, realmente, um ponto de luz na vida dos outros.

Thais Delboni Fonte

CUIDE BEM DE VOCÊ


Lena Rodriguez

Terapeuta Vibracional

www.cuidebemdevoce.com