Metamorfose

O excesso ou o ganho de peso

Postado por Lena Rodriguez em sábado, fevereiro 25, 2012 Em: Terapias Alternativas

Eles são um sinal da nossa insegurança material e afetiva em relação ao futuro próximo ou distante. Eles também significam que temos dificuldade para integrar as fases da nossa vida em que tivemos perdas, privações.

Estamos aí na presença de um primeiro tipo de insegurança inconsciente, de um medo da falta muitas vezes não percebido. No entanto, os indivíduos sentem necessidade de estocar, no caso de "vir a faltar" ou "para evitar que falte de novo".

O segundo tipo de insegurança está relacionado ao mundo exterior. O medo de ter que enfrentá-lo, de correr o risco de não conseguir, de ficarmos "despojados" diante dele, nos leva também nesse caso a estocar. Além disso, "isso nos permite colocar um muro entre nós e o mundo", protegernos com um edredom feito de carne e de gordura. Aliás, os "pesados" são na maioria das vezes moles e frágeis e têm uma grande necessidade de ser "tranqüilizados".

O último tipo de sofrimento que pode se exprimir por trás de um ganho excessivo de peso é mais traiçoeiro e "grave", pois é negativo. Na verdade, trata-se de uma tentativa de difamação quanto a si mesmo ou de autopunição. Isso faz com que desvalorizemos a nossa própria imagem e com que possamos então dizer: "Dá para ver que você não está bem, não é bonito ou bonita, que não pode ser amado". Através dessa distorção dos fatos, procuramos enfear  a nossa imagem não só diante de nós mesmos como também diante dos outros.

Mas por trás desses níveis de significação, existe uma trama comum que é a da relação afetiva com a mãe (alimentação) que não foi equilibrada e que procuramos compensar. Quando esse elemento se torna preponderante, a dinâmica alimentar, bulimia ou anorexia, torna-se então um meio a mais para acentuar essa mensagem...

Do livro: Diga-me onde dói, que te direi porque-Michael Oduol

___________________

Emagreça seu corpo emagrecendo sua mente, pois é ela a criadora... Terapia floral cuida de sua Mente de maneira amorosa, revertendo crenças, desequilíbrios e desarmonias internas.


Cuide bem de você...
http://www.cuidebemdevoce.com/e-book-desintoxica%C3%A7%C3%A3o-etc.php

Em: Terapias Alternativas 


Tags: emagrecer  "emagrecer a mente"  "terapia floral on line"  "excesso de peso"   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola