O mundo físico é criação nossa: cada um de nós cria a sua própria versão do mundo, a sua realidade particular, a sua experiência de vida singular. Pelo fato de a minha vida estar sendo criada através do meu canal, posso olhar para a minha criação para obter informações sobre mim mesma. Exatamente como um artista examina sua ultima criação para vê o que está bem e o que não está bem, podemos olhar para a obra em andamento de nossas vidas, para apreciar quem somos e reconhecer aquilo que ainda precisamos aprender.

À medida que seguimos adiante, vamos concomitantemente, criando as nossas vidas; portanto, nossas experiências e necessidades nos proporcionam a cada instante um reflexo de nós mesmos. Na verdade, o mundo exterior é como um espelho gigante que reflete simultaneamente nossos espíritos e nossas formas com muita clareza e precisão. Uma vez que tenhamos aprendido como olhar para ele e como entender e interpretar seu reflexo, temos um fabuloso instrumento à mão.

O método do espelho

O método do espelho é uma técnica que pode nos ajudara ver do mundo como um espelho. Encarado dessa maneira, o mundo exterior pode nos dar lições a respeito de aspectos ocultos de nós mesmos, que não conseguimos ver diretamente. O método se baseia em duas premissas:

1. Considero que tudo em minha vida é o meu reflexo, a minha criação; não existem acidentes ou acontecimentos que não estejam relacionados comigo. Se vejo ou sinto alguma coisa que de algum modo me afeta, foi o meu ser que atraiu ou criou isso para me mostrar algo. Se isso não estivesse refletindo alguma parte de mim, eu sequer teria sido capaz de percebê-lo. Todas as pessoas em minha vida são reflexos dos diversos personagens e sentimentos que vivem dentro de mim.

2. Jamais deprecio a mim mesmo por causa dos reflexos que vejo. Sei que nada é negativo. Percebo tudo como dádivas que me levam a estar mais consciente; afinal, estou aqui para aprender. Se eu já fosse perfeito, não estaria aqui. Por que eu deveria me enfurecer comigo mesmo quando vejo coisas de que estava inconsciente? Seria como se uma criança do primeiro ano primário se sentisse frustrada por não estar ainda na universidade. Tento manter uma atitude compassiva para comigo mesmo e para com o meu processo de aprendizagem. No momento em que consigo fazer isso, esse processo torna-se divertido e, realmente, muito interessante.

Estou aprendendo a encarar a vida como um filme fascinante, repleto de aventuras. Todos os seus personagens são partes de mim que aparecem na imensa tela e, assim posso vê-los claramente. Uma vez que posso vê-los e reconhece os diversos sentimentos e vozes que estão dentro de mim mesma, é fácil escolher quais personagens manter e expandir e quais abandonar ou modificar.

Se o filme retrata problemas, perturbações ou lutas, sei que deverei verificar dentro de mim para descobrir onde não estou sendo sincera comigo mesma. Sei também que quando confio e sou eu mesma o mais completamente possível, tudo em minha vida reflete isso, fluindo com muita facilidade, às vezes até milagrosamente.


Os problemas são mensagens

        

Se existem problemas em sua vida, é o universo tentando chamar-lhe a atenção. Ele está dizendo: "Êpa, está aí algo de que você precisa ter consciência; há algo que precisa ser mudado aqui!". Se você está atento aos pequenos sinais, aprenderá com eles, mas se não prestar atenção, os problemas se intensificarão até que você entenda a mensagem e comece a ficar atento. Se você aceitar que, cada vez que ocorre um problema, o universo está lhe mostrando algumas coisas, fará progressos rápidos na sua vigem de descoberta de si mesmo.

Quando acontece alguma coisa "negativa", somos tentados a dizer : "Por que isso acontece comigo? Estou fazendo o melhor que posso, mas nada parece estar funcionando. Não consigo entender por que continuo com este problema". Se você percebe que está vivendo uma situação assim, tente encontrar uma nova maneira de olhar para as coisas. Vá para dentro de si mesmo e diga ao universo: "Eu sei que você está tentando me mostrar alguma coisa. Ajude-me a compreender o que é".

Depois que fizer isso,deixe de se concentrar no fato, mas mantenha-se aberto para a mensagem que irá receber. Ela poderá vir na forma de um sentimento ou de uma percepção interior, nas palavras de algum amigo ou em algo inesperado que aconteça a você. A mensagem poderá vir imediatamente ou demorar algum tempo. Um dos meus clientes foi despedido de seu emprego de maneira bastante inesperada, há mais de dois anos de inicio, ele ficou arrasado, mas depois de um mês de ficar procurando que rumo seguir, ele abriu um negocio próprio. Agora o negocio vai indo muito bem, mas só há poucas semanas é que ele conseguiu, afinal "pegar" a mensagem que sua demissão refletia. Quando falava para um amigo a respeito de trabalhar para os outros foi que subitamente compreendeu que o incidente da demissão foi uma tentativa de dizer-lhe que estaria muito melhor num negócio próprio do que trabalhando para os outros.

 Compreender isto não apenas confirmou o rumo atual de sua vida, mas também resolveu o sentimento negativo de ter sido despedido, que havia permanecido com ele desde esse incidente.

Como interpretar os reflexos

A parte mais complicada de usar o método do espelho é aprender a interpretar o reflexo que se vê. Como descobrir o verdadeiro significado de uma mensagem ali refletida?

Não adiantará nada analisar e pensar nela com  a sua mente racional. É muito mais eficaz voltar-se para o seu eu interior, pedindo uma ajuda ao universo. Sente-se muito tranqüilamente, inspire profundamente algumas vezes e concentre sua atenção no seu interior - no Eu superior que existe dentro de você e que está em contato com a sabedoria do universo. Silenciosamente ou em voz alta, peça a esse ser uma orientação ou uma ajuda para a compreensão da mensagem. Quando você entrar em contato com um sentimento mais profundo e obtiver uma impressão do que lhe pareça correto naquele momento, procure agir de acordo com essa impressão.

Depois de agir assim, tente estar consciente a respeito das informações exteriores e interiores que venham de suas ações. A informação que vem do exterior lhe diz como as coisas estão fluindo. Tudo parece dar certo e funcionar com facilidade? Se é assim, certamente você está sintonizado com a sua orientação interior. Se estiver lutando para fazer algo que não acontece facilmente, trata-se de uma mensagem para renunciar e voltar a verificar o que você realmente deseja fazer.

A informação interior virá a você como sentimentos. Se sentir-se mais forte, mais animado, é porque você está certo. A chave é a sensação de se estar vivo. Quanto mais o universo se movimenta através de você, mais vivo você se sente. Por outro lado, cada vez que você não segue a orientação interior, sentirá uma perda de energia, uma perda de força, uma sensação de desânimo espiritual.

Sendo verdadeiro para consigo mesmo, você se sentirá mais animado, mas também poderá sentir-se insatisfeito. Isto acontece porque você está se arriscando a uma mudança! Quando você se decide a mudar, poderá sentir emoções muito intensas. Permita que essas emoções se expressem; afinal, a sua voz interior está tendo de atravessar anos de inconsciência, de dúvidas e medos acumulados. Por isso, simplesmente deixe que esses sentimentos transbordem por você - eles estão sendo purificados e tratados pela luz.

A informação exterior talvez espelhe também esses sentimentos: suas dúvidas e medos muitas vezes irão refletir-se nas reações dos que estiverem à sua volta. Se os seus amigos ou a sua família questionarem ou criticarem as mudanças, reconheça que eles estão apenas refletindo as vozes cheias de dúvidas ou medos que existem em você, como, por exemplo: "E se eu estiver fazendo a coisa errada?será que posso realmente confiar neste método?"

Responda a essa informação que vem dos outros da maneira que achar mais adequada: tranqüilize-os, ignore-os, discuta com eles, qualquer coisa. O importante é reconhecer que você está realmente lidando com seus medos interiores. Afirme que você está aprendendo a confiar em si mesmo cada vez mais. Você ficará impressionado ao ver como os outros imediatamente espelham a sua confiança em si mesmo, respondendo-lhe com confiança.

Lembre-se:

Se você julgar e criticar a si mesmo, os outros irão julgar e criticar você.

Se você se fere, os outros irão feri-lo.

Se você mentir para si mesmo, os outros mentirão para você.

Se você for irresponsável para consigo mesmo, os outros serão irresponsáveis em relação a você.

Se você se censurar, os outros irão censurá-lo.

Se você for violento emocionalmente consigo mesmo, os outros irão violentá-lo emocionalmente ou até fisicamente.

Se você não ouvir seus sentimentos, ninguém irá ouvi-los.

Se você se respeitar, os outros irão respeitá-lo.

Se você confiar em si mesmo, os outros irão confiar em você.

Se você for honesto com os outros, os outros serão honestos com você.

Se você for delicado e tiver compaixão de si mesmo, os outros irão tratá-lo com delicadeza e compaixão.

Se você compreender, os outros irão compreendê-lo.

Se você honrar a si mesmo, os outros irão honrá-lo.

Se você estiver satisfeito consigo mesmo, os outros ficarão satisfeitos com você.

Mudando os velhos padrões

É muito importante perceber que talvez não seja possível mudar seus antigos padrões da noite para o dia. Às vezes as coisas parecem mudar com rapidez, uma vez que se tenha reconhecido a mensagem; mas às vezes parece que você continua a fazer a mesma coisa de antes e a obter os mesmos resultados desagradáveis, muito tempo depois que passou a achar que já sabe mais. Leva tempo para que o ego mude seus hábitos, de maneira que você terá de rever o mesmo filme ruim algumas vezes.

Se você achar que seu progresso é demasiado lento, peça ajuda ao universo e lembre-se de que logo haverá mudanças. A mudança não acontece quando você se força a mudar, mas quando se torna consciente daquilo que não está indo bem. Você então pode pedir ao seu Eu superior uma ajuda para conseguir livrar-se dos velhos padrões e trazer o novo. Lembre-se de que a hora mais escura é aquela que vem logo antes do amanhecer - a mudança ocorre exatamente quando você desiste ou quando menos se espera.

 

 Exercícios

1. Pense numa pessoa a quem você ama ou admira de um modo especial. Faça uma lista de todas as suas qualidades positivas. Pense no quanto essas qualidades espelham você. Em certos casos podem ser qualidades que ainda não estejam completamente desenvolvidas. Reconheça que essa pessoa está ali para ensinar e inspirar você com o seu exemplo.

2. Faça uma lista de todas as coisas e pessoas de que você gosta em sua vida. Elogie e valorize a si mesmo por criar e atrair esses espelhos.

(trecho do livro "Vivendo na Luz" de Shakti Gawain)

______________________


Cuide bem de você... www.cuidebemdevoce.com