A ação da prata na forma de colóides, obtidos através de algo parecido com a eletrólise, é incrivelmente eficaz contra as formas vivas que provocam doenças, eliminando-as por completo, ao contrário do que ocorre com os antibióticos, cuja ação vem sendo contestada por uma falange cada vez maior de médicos e pesquisadores, preocupados com o surgimento de novas cepas cada vez mais fortes. Antibióticos mais fortes ainda, vão criando também efeitos colaterais.

Já a ação da prata não possui efeitos colaterais.

Adicionalmente, a prata vem sendo usada, com muito sucesso, em outras doenças, as quais aparentemente, não seriam frutos de infecções, como o câncer. Não se conseguiu ainda uma explicação científica plausível, pelo menos do que tenha chegado ao nosso conhecimento, sobre o porquê da prata coloidal agir com tanta eficácia sobre terrível doença como o câncer, exceto em fases terminais. Há que se considerar que órgãos degenerados não podem mais ser recuperados, quando estão em estágios bem avançados nos quadros chamados de irreversíveis.

A prata tem sido utilizada eficazmente também em queimaduras de gravidade, com recuperações extraordinárias. Associada com soro fisiológico, é usada na hidratação constante em períodos curtos, como de hora em hora, através de gazes ou borrifamento. Impede a possibilidade de qualquer infecção e/ou formação de cultura de bactérias em razão da exposição aberta das subcamadas da derme.

Além da utilização na saúde humana e na veterinária, a prata é usada também na agricultura, no combate de determinadas pragas e fungos, conferindo vitalidade especial às plantas e culturas.

A prata coloidal é usada também em desinfecção de áreas, ferramentas, utensílios, frutas e verduras, enfim, um sem número de aplicações, constituindo-se na mais completa farmácia do mundo.

 

Prata Coloidal - Algumas Aplicações

Veterinária – muitos tipos de infecções e viroses, zoonoses, típicas dos animais de qualquer porte, desinfecção de cochos, estábulos, e outras situações do setor, desde o chamado “pet” até a pecuária, suinocultura, avicultura.

Agricultura – A solução de prata coloidal pode ser utilizada para combater diversas pragas que se manifestam na forma de fungos, comuns no setor, substituindo com sucesso os pesticidas, permitindo que as plantas se desenvolvam com muito mais desenvoltura. E sem agredir o meio ambiente.

Indústria – Os colóides suspensos em solução aquosa (água mineral ou deionizada) podem ter aplicações interessantes para eliminação de fungos em dutos, em equipamentos que tem problemas semelhantes e demais situações que exigem grande assepsia.

Uso humano

Algumas sugestões de doenças tratadas com a prata coloidal, conforme testemunhais, extensa bibliografia disponível na internet e em muitas empresas que comercializam o produto livremente nos Estados Unidos, Canadá, Europa e outros. Pode-se procurar também por “colloidal silver” nos motores de busca como o Google.

Solução mãe considerada: 10 minutos de eletrodos mergulhados e em operação, em 250 ml de água mineral comum. Para as demais águas, observar tabela de correspondência; cada dose equivale a 10 ml.

Acne - além de tomar a solução-mãe, lave o rosto várias vezes ao dia com a solução- mãe, deixando-a secar na pele.
Amigdalite - faça gargarejos com solução-mãe
Antrax - apendicite - artrite - blefharitis - Câncer de pele - além de tomar a solução-mãe, mesmo procedimento em relação à acne.
Câncer - ingestão de solução-mãe de 4 a 8 vezes ao dia.
Cândida albinas – ingestão de solução-mãe cerca de 4 vezes ao dia.
Caspa (umedeça o couro cabeludo com solução-mãe e deixe secar - pode-se adicionar um pouco no gel, misturando-o com a solução, caso se use com freqüência)
Catarro - chagas - colite crônica - cobreiro -
coceira a
nal (além de tomar, lave a área com solução-mãe),
coqueluches - ingestão de solução-mãe cerca de 6 vezes ao dia + inalação.
conjutivite - pingue a solução nos olhos várias vezes ao dia, podendo ser uma mistura de 50% de soro fisiológico e 50% de solução-mãe pura.
doença minere - infecção por cryptosporídium - ingestão de solução-mãe cerca de 4 vezes ao dia.
infecção nas orelhas/ouvidos/otite - pingue solução-mãe no local várias vezes ao dia, solução pura.
cistites - dermatites (aplique compressas umedecidas em solução-mãe) -
desordens intestinais - desordens na próstata - diabetes - diarréia - difteria - eczema - febre tifóide fendas nos pés (pingue solução-mãe sobre a área)
furunculoses (pingue ou aplique gaze embebida em solução-mãe sobre a área)
gastrites - gonorréia (tomar a solução mãe e lavar o local com a mesma)
gripe (tomar a solução-mãe) -
hemorróidas (tomar e lavar o local com a solução-mãe) -
herpes (tomar e lavar o local das feridas produzidas pelo vírus com a solução-mãe, várias vezes ao dia) -
infecções bacterianas em qualquer órgão - infecções por estreptococus e estafilococus - salmonellas -
lepra
(tomar e usar gazes embebidas com solução-mãe nos locais) -
leucemia (tomar solução-mãe de 4 a 8 vezes ao dia) -
queimaduras diversas (tomar a solução-mãe e embeber gazes com solução-mãe misturada entre 20% a 50% com soro fisiológico - opcionalmente - várias vezes ao dia)
síndrome de fadiga - reumatismo - rinites -
seborréia (aplicar no local) -
sífilis - septicemia - tétano meningites - tifo - tuberculose - úlceras - verrugas (aplicar no local a solução-mãe várias vezes ao dia)
vírus diversos, incluindo o HIV e outros como da hepatite.

Podem-se criar inúmeras opções de uso, desde a profilaxia vaginal com uso da solução-mãe, até fungos nas unhas, mau hálito e assim por diante, tanto para uso humano, como animal e botânico, até na desinfecção de ambientes, residenciais ou hospitalares. ....

*********

Câncer e Aids

A literatura internacional, bem como, casos assistidos por nós, indica curas de diversos tipos de câncer. A ingestão para estes casos, assim como outros de igual ou maior gravidade, deve se concentrar na solução-mãe, 4 a 8 vezes ao dia, na quantidade recomendada acima. Há casos de aplicação intravenosa e intramuscular de solução-mãe combinada com soro fisiológico ou prata coloidal produzida em água destilada, mas tal procedimento deverá ter a concordância e acompanhamento médico.

Há pesquisas em andamento para eliminação completa de retrovírus como os da Aids. A Aids é uma doença retro-viral e diversas literaturas têm demonstrado que o colóide de prata (veja explicação em definições) é altamente efetivo, eliminando-o, ao contrário do que ocorre com o “coquetel”. A posologia deve ser, então, a mesma utilizada para câncer, ou ainda, a aplicação intravenosa, com acompanhamento e supervisão médica.

COMPRE SEU PRÓPRIO GERADOR DE PRATA COLOIDAL