Metamorfose

Psoríase a delimitação que nos impomos...

Postado por Lena Rodriguez em sexta, junho 11, 2010 Em: Florais On Line

A pele no corpo humano cumpre muitas funções, das quais as mais importantes são as seguintes: separação e proteção, toque e contato, expressão e manifestação, sexualidade, respiração, eliminação (suor) e regularização da temperatura... leia aqui  


“A Psoríase, uma das doenças mais comuns, devido à forma como se manifesta, pode lembrar uma couraça (comparada com a carapaça dura de certos animais) que pode indicar que o sentido protetor da pele se transmuta em função de armadura, quando “a pessoa cria limites em todas as direções, não deixando entrar nem sair nada". Palavras de Thorwald Dethlefsen e Rudiger Dahlke, autores do livro “A Doença Como Caminho”.


O psiquiatra Wilhelm  Reich chamava de “armadura de caráter” mostrando que “por trás de toda a forma de defesa existe o medo de ser ferido”. Em um nível subconsciente pode significar “medo de se machucar”, "delimitação”, isolamento”, ou até negação do prazer. 


Os Florais constituem um método alternativo de tratamento usado largamente na terapêutica de várias patologias em muitos países do mundo. São considerados como instrumentos de cura suaves, sutis, profundos, vibracionais, com uso reconhecido em mais de 50 países e aprovados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1956 (Mantle, 1997). Embora o mecanismo de ação dos Florais ainda não tenha sido elucidado, eles vêm sendo indicados para o tratamento de várias doenças, como as neuropsiquiátricas com resultados positivos (Souza, 2006; Duarte Zamora, 2006).


Dr. Bach, médico alopata, depois homeopata especializado na pesquisa em bacteriologia no Hospital Homeopático de Londres, um dos maiores nomes da medicina Floral, concluiu que a origem de qualquer doença deve ser investigada no âmbito das manifestações emocionais prévias. Estes desvios emocionais são provavelmente o alvo de atuação dos florais (Souza, 2006 apud Leary, 1999).


Em minha prática terapêutica não vejo como nos curarmos, seja de que doença ou transtorno for, sem antes estarmos decididos a ir na causa do que nos aflige. A Terapia Floral cumpre amorosamente esse papel.


Lena Rodriguez

www.cuidebemdevoce.com

Em: Florais On Line 


Tags: psoríase  emocional  pele  florais on line  negação do prazer  isolamente  medo de ser ferido   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola