Metamorfose

Relação entre a FÍSICA QUÂNTICA e TERAPIA FLORAL

Postado por Lena Rodriguez em terça, setembro 10, 2013 Em: Terapia Floral


As novas teorias descobertas e as reformulações no mundo das ciências trazem suas repercussões em várias instâncias, seja no campo filosófico, medicinal, político, psicológico, religioso, sociológico, etc. Expressando melhor, não é o fato primeiro – ocorrência nas ciências – que traz o segundo – transformações gerais.

Servindo-me de parâmetros que envolvem causa-efeito, verifico que a ciência só lança ideias novas quando situações já se evidenciam em outros planos de existência, haja vista o antigo preceito que reza: “o místico intui, para depois de muito tempo o cientista comprovar e mostrar o que já era conhecido (pelo místico)”.

Conquanto este ditado seja uma realidade dificil de negar, em nível de massa as transformações resultantes de descobertas só chegam e acontecem depois de terem atingido o mundo científico e por este serem aceitas e convencionadas. Tantos fatos ainda não conhecidos e até negados pelas ciências já são – por nós que buscamos uma análise mais profunda do ser humano – vivenciados, compreendidos e aplicados.

Resumindo....  Somente à partir do século XVIII, até o século XIX, a física conseguiu se mostrar mais eficaz, conseguia explicar praticamente tudo. Mas somente por volta de 1900 que, diante de uma porção de fenômenos estranhos e incompreendidos para as teorias até então conhecidas, alguns cientistas começaram a questionar e a balançar os pressupostos da Física Clássica. Nisto eles causavam uma revolução científica, enquanto estabeleciam os fundamentos para uma nova física, a Física Quântica. Deste Max Planck e Einstein em 1905... Comprovam através de experimentos, que onda e partículas eram fatos contíguos. A famosa equação  “E = mc2”

nos mostra justamente isto: a substância universal pode se manifestar através da energia e/ou de matéria.

O “Princípio da Incerteza de Heisenberg”, demais explicativo para o mundo quântico, destruiu muitos limites fixos com os quais o homem marcava vários aspectos da realidade.

Diz o tal princípio: “As partículas subatômicas não podem ser definidas com exatidão no tempo e no espaço. ...Podemos determinar estatisticamente que um certo número de partículas irá para uma direção e um certo número para outra, mas não podemos prever, particularmente, para qual direção uma determinada partícula irá.”

Há que ressaltar, a título de ilustração, que todas essas mudanças que obrigavam a transformação das ciências não eram bem digeridas e aceitas pela comunidade científica da época. Exemplo disso é o que relatou Heisenberg em Física e Filosofía. “Lembro-me de discussões com Bohr que se prolongavam por muitas horas até alta madrugada, e terminavam num estado que beirava o desespero. ...Ficava me perguntando sem parar: pode a natureza ser assim tão absurda quanto nos parece em nossos experimentos atômicos?”

Resumindo ainda...  Dentre os vários pontos que servem para estabelecer a conexão entre TERAPIA FLORAL e FÍSICA QUÂNTICA.

- Tanto no mundo quântico, quanto no mundo da terapia floral estamos lidando com o não naturalmente visível: o subatômico da quântica e o altamente diluído do produto utilizado na terapia floral.

- O tempo quântico é não direcional, não linear. Passado, presente e futuro se fundem em movimento circular. Esta linearidade temporal também parece acompanhar a atuação da terapia floral quando, em momento presente, ela pode trabalhar na dissolução de algo passado – traumas, mágoas, ressentimentos, culpas – e ainda impedir, para o futuro a somatição de emoções e pensamentos desequilibrados.

- Se no mundo quântico lidamos com a ilocalidade, também na terapia floral observamos uma atuação que não se limita ao foco desejado. Tantas vezes verificamos que o seu efeito “alargado” expresso na declaração de usuários que enquanto pretendiam tratar de uma determinada questão, acabavam por ver o resultado em outra também, bem diversa e, muitas vezes nem referenciada durante a consulta que se destinava à elaboração da fórmula floral.

Fonte: (trecho adaptado por mim do livro: As correlações arquetípicas à função terapêutica-EdnamaraB.V. e Marques)

_________

www.cuidebemdevoce.com

Em: Terapia Floral 


Tags: "física quântica"  "terapia floral on line'  radiestesia  onda  partícula  einstein   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola