Metamorfose

Sintomas físicos não devem ser encarados como um mal

Postado por Lena Rodriguez em quarta, novembro 23, 2011 Em: Terapia Floral


Os Florais isolados são apenas pedacinhos de informação, enquanto a combinação dos mesmos oferece uma visão mais holística (harmonia e equilíbrio com o Todo) orientada para a compreensão do nosso objetivo de vida e, possivelmente, a chave do que está bloqueando a pessoa, impedindo-a de alcançar esse ideal.

...Não deveríamos nos esquecer de uma das partes mais importantes da filosofia do Dr. Bach, que nos recomenda cuidar sempre de harmonizar a personalidade, não sendo necessário nos ocuparmos em demasia com os sintomas físicos. Estes, por sua vez, devem ser considerados apenas como elementos auxiliares, por trazerem sinais simbólicos da profundidade e da natureza  do desequilíbrio da Alma. Seguindo tal preceito, procuramos então descrever o mais detalhadamente possível a personalidade ou a situação associada a cada remédio floral. Sabemos os riscos que um tratamento baseados apenas em sintomas, ainda que natural, acarreta ao indivíduo. Não basta alivia-los de certos distúrbios mais externos, se o mesmo persiste incorrendo em certo erro básico. Mais cedo ou mais tarde, a terapia paliativa mostrará sua enganosa face e a pessoa terá que lidar com a mesma lição, num nível mais profundo de densidade e de dor.

Por outro lado, os sintomas físicos não devem ser encarados como um mal em si mesmo, mas como a linguagem criativa da Alma. Eles não são a própria doença, mas apenas seus reflexos. A doença, na verdade, é um erro básico e profundo, que devemos esforçar-nos em compreender e sanar. A doença real é sempre o desamor, que pode manifestar-se na forma de orgulho, ódio, ignorância, instabilidade, egoísmo, crueldade e ambição. Em qualquer desses casos, não se deve nunca “resistir ao mal”, mas procurar cultivar a virtude oposta. Não é difícil compreender que essa virtude, o Amor, nada mais é que um vigoroso e constante impulso de nossas Almas na busca da conquista eterna do belo e do bom... 

(Dr. Breno Marques da Silva-As Essências Florais-Síntese para uma medicina de almas)

 

CUIDE BEM DE VOCÊ

www.cuidebemdevoce.com


Em: Terapia Floral 


Tags: "terapia floral"  "cuidar sempre de harmonizar a personalidade"  "terapia floral on line"  "sintomas físicos não devem ser encarados como um mal"  doença  emocional   

Blog


"Dentro das linhas que o mantém prisioneiro estão apenas suas ideias e crenças. Fora dessas linhas estão suas novas ideias." LIBERTE-SE !!! Dra. Hulda

Traduzir Esta Página

A Terapeuta


Lena Rodriguez Acredito em tratamentos não agressivos e que vá na - causa - do problema que se apresenta, que por prática e vivência aprendi a perceber,que só se dá em nossa mente... O que nos faz cem por cento responsáveis por TODOS e TUDO a nossa volta, em nosso mundo. Acredito também, em terapias que estejam aliadas a processos de despertar, para que possamos sair desse circulo vicioso que infringimos a nós mesmos e cessarmos com a auto crucificação... A auto aceitação é imprescindível, assim como ser muito gentil consigo mesmo. Aceitar-se, não quer dizer resignarmos, mas sim que, podemos não estar satisfeitos na vida, por uma razão ou outra, não importa... Porém, temos escolhas... A partir do auto cuidado, tive por ideal de vida ser um elo de auxílio para que outros pudessem sentir o mesmo bem estar físico, mental, emocional e espiritual... Resumindo; um estar de bem com a vida = paz interior. Paz que conseguimos ao libertar nossa mente de programas e registros subconscientes. Sou grata à existência, a tudo que pude ter acesso para desvelar o EU que Realmente Sou... Gratidão, igualmente a todos que confiaram e confiam em meu trabalho nesses mais de 20 anos. Bençãos a todos!

Tags

 

 

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

 Coloque abaixo o assunto = palavra-chave

 

 

PSICOTRÓPICOS - O MARKETING DA LOUCURA   (Vídeos) aqui: http://terapiafloralon-line.blogspot.com.br/2013/04/psicotropicos-psiquiatria-o-marketing.html

A Comissão dos Cidadãos para os Direitos Humanos (CCHR) é um serviço de vigilância da saúde mental sem fins lucrativos, responsável por ajudar a aprovar mais de 150 leis que protegem os indivíduos de práticas abusivas ou coercivas. A CCHR há muito tempo que luta para restabelecer a base inalienável dos direitos humanos no campo da saúde mental, incluindo mas não se limita a, consentimento informado pleno sobre a plena legitimidade médica do diagnóstico psiquiátrico, os riscos de tratamentos psiquiátricos, o direito a todas as alternativas médicas disponíveis e o direito a recusar qualquer tratamento considerado prejudicial...   http://www.cchr.pt/

 

Postagens recentes

 



Crie um site gratuito com o Yola