Excelente artigo abaixo da naturopata Suzete, sobre os efeitos (doença) e a causa (emoções envolvidas) que levou o gênio Steve Jobs... Por maior que seja a descrença de muitas pessoas com relação as causas reais de nossos males físicos, o próprio  Dr. Ryke Geerd Hamer , médico, especialista em doenças da cabeça, na clínica oncológica, na Universidade de Munique, Alemanha, comprovou seu o desenvolvimento de seu próprio câncer relacionado a dor da perda de seu filho... Cuide bem de você, ou nas palavras da própria Suzete: Cuide bem das suas emoções e tenha saúde.

Lena Rodriguez

__________

Aqui fica nosso apreço ao estimado Steve Jobs falecido no inicio deste mês, de câncer, que começou no pâncreas e se estendeu por outras áreas como o fígado chegando à metástase.

Steve Jobs foi o responsável não só por muito de nossa comunicação aqui agora via internet, mas por toda a revolução que o mundo pós-moderno está vivendo, pois Steve além de ter criado o primeiro computador doméstico ainda criou tantos outros aparelhos eletrônicos que nos fez ouvir música ou usar o celular de maneira muito mais fácil.

Analisando alguns dos artigos anteriores de Saúde Integral, como por exemplo, sobre diabetes, chegamos a conclusão mais uma vez que devemos cuidar não só do corpo físico, mas também das emoções.

Como não fomos do convívio do Steve e o que temos conhecimento é o que a mídia nos informa e alguns dos discursos de Steve, nossa análise fica baseada em fatos em que pudemos analisar situações parecidas onde se associa as doenças e as emoções.

O carinho de Steve Jobs com a Apple

Em um dos discursos de Steve Jobs para formandos numa universidade muito conhecida e respeitada nos Estados Unidos, Steve conta todo seu carinho e dedicação com suas invenções até chegar o sucesso da Apple, a empresa que fundou na garagem da sua casa com um amigo.

Esta empresa ele viu nascer, crescer, acreditou e cuidou com dedicação total. Depois de bem estabelecida, conhecida e reconhecida no mundo inteiro, depois que ele se convence de toda a transformação que fez no mundo com “sua filha”  Apple, Steve Jobs é posto para fora da sua própria empresa e conta que isso fez sua vida desmoronar.

Desmoronar! Sabe o que é isso? É desestruturar o emocional e consequentemente o seu físico.

Como suas células poderiam funcionar com tamanha desmoralização que ele sofreu, depois de tudo que criou com esforço e amor? E tudo foi a público mundialmente.

Vida que desmoronou

Quantos de cada um dos leitores sentiram sua vida desmoronar com muitíssimo menos? Certamente foram episódios que o destruíram por dentro e que o fizeram se sentir incapaz, mas certamente a repercussão não passou da sua família ou do pequeno ambiente de trabalho. Mas isso já seria suficiente para a pessoa ter dificuldades de caminhar e recomeçar.

No caso do Steve Jobs ele foi desmoralizado, desprezado e mal reconhecido em público. Imagine tal desprezo a um gênio inato?  Para completar, tentou montar outra empresa que não deu certo.

É uma situação rara e seu câncer também foi raro. E aonde começou ? No pâncreas, o órgão da emoção do arrependimento.

Se câncer é uma doença que além de ser provocada por fatores físicos é também por fatores emocionais, não poderia acontecer diferente.

Câncer está ligado a ressentimento, pâncreas ao passado

Câncer em qualquer órgão é ressentimento associado a outra emoção. O pâncreas é o órgão do passado, aonde certamente o Steve Jobs deve ter se perguntado milhões de vezes o por que de ter deixado sua empresa tomar tal rumo, colocando o poder na mão de terceiros,  em vez de ir crescendo aos poucos em suas mãos.

E milhares de outros arrependimentos devem ter vindo à tona, porque tudo poderia ter acontecido menos Steve ter sido mandado embora da sua própria empresa.

Imagine o não reconhecimento depois de tudo que fez, depois de ter mudado o mundo, não é mudado uma comunidade, é o mundo inteiro.

O reconhecimento chegou depois de 12 anos, quando voltou para a Apple. Mas o  estrago estava feito, não só seu pâncreas foi destruído, mas também o fígado na qual fez transplante. Fígado é o órgão da raiva…

Aprendamos com Steve Jobs

Fica o exemplo, para que cada um dos leitores aprendam a administrar seus sentimentos, não deixando os ressentimentos, as raivas e o passado destruir seu corpo nem seus sonhos.

Bom, se cada um pode entender que a vida tem sempre razão, isto é, o velho ditado popular que diz : “Deus sabe o que faz” e certamente não é possível ir contra, melhor deixar fluir e aprender as lições, que Steve Jobs aprendeu algumas, mas infelizmente, mesmo com toda sua sabedoria, não foi capaz de lidar com tamanha desconsideração de uma empresa que dependeu dele e que sentirá sua falta eternamente, se sobreviver…

É tarde para fazer diferente, mas não nos nossos corações.

Cuide bem das suas emoções e tenha saúde.

Por Suzete Barreto é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais há 25 anos.