No mundo da medicina vibracional, a doença é causada não só por germes, substâncias químicas e traumas físicos; mas também por disfunções crônicas dos padrões de energia emocional e pelos maus hábitos de relacionamento da pessoa consigo mesma e com os outros. O caminho vibracional não usa bisturis e medicamentos de laboratório para tratar as doenças , mas sim diferentes formas de energia para produzir transformações curativas na mente, no corpo e no espírito do doente”. Dr. Richard Gerber


Neste plano evolutivo, as flores foram e são a própria essência e a maior concentração de força vital contida numa planta. Elas são a experiência que remata o crescimento da planta. As flores são uma combinação de propriedades etéricas (da planta) e possuem o máximo de força vital, de modo que freqüentemente são usadas nas porções férteis do vegetal.

A verdadeira essência, naturalmente, é o padrão eletromagnético da forma da planta. Assim como há em várias plantas elementos que fazem parte do corpo físico, também existem numerosos parâmetros de energias biomagnéticas descarregadas pelas flores e por diversas outras partes das plantas. E a intensidade da força vital aumenta nas proximidades do local de florescimento...

As essências preparadas a partir de flores são, meramente uma impressão etérica; nenhuma molécula da matéria física é transferida. Nesse trabalho, você lida exclusivamente com a vibração etérica da planta, com a sua inteligência. Ao iluminar a água, o sol mistura a ela a força vital da flor, a qual é transferida às pessoas quando elas assimilam essas essências vibracionais.

As essências florais, quando ingeridas ou usadas como ungüento, percorrem um caminho específico através dos corpos físico e sutil. Inicialmente, elas passam pelo sistema circulatório (a corrente sangüínea). Em seguida, o remédio deposita-se a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório. Nesse ponto, a polaridade entre os dois sistemas gera uma corrente eletromagnética. Existe na verdade uma estreita ligação entre esses dois sistemas e a força vital e a consciência, ligação essa que a ciência moderna ainda não compreende. A força vital atua mais através do sangue, enquanto a consciência atua através do cérebro e do sistema nervoso. Esses dois sistemas apresentam propriedades quartziformes e uma corrente eletromagnética. As células do sangue, especialmente os glóbulos brancos e vermelhos, apresentam propriedades quartziformes mais destacadas, enquanto o sistema nervoso apresenta uma corrente magnética mais intensa. A força vital e a consciência utilizam estas propriedades para penetrar no corpo físico e estimulá-lo.

A partir da metade do caminho entre os sistemas nervoso e circulatório, o remédio em geral desloca-se diretamente para os meridianos. Saindo dos meridianos, a força vital penetra nos diversos corpos sutis e chacras ou retorna diretamente para o corpo físico, no nível celular, através de vários portais situados a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório. Seu percurso é determinado pelo tipo do remédio e pelo temperamento da pessoa.

As três principais vias através das quais a força vital do remédio pode reentrar no corpo físico são o corpo e o fluido etéricos, os chacras e a pele. O fluido etérico é a parte do corpo etérico que leva a força vital para as células do indivíduo. O cabelo, com suas propriedades cristalinas, transporta a força da vida; ele não é um portal. Determinadas partes do corpo fisico atuam como portais para as forças vitais de um remédio vibracional apenas porque estão associadas a diferentes chacras ou meridianos. A força vital de um remédio vibracional geralmente tende a dirigir-se para um portal, embora possa reentrar no corpo físico através de diversos portais.

Depois de atravessar um dos portais que acabamos de descrever, a força vital passa a meio caminho entre os sistemas nervoso e circulatório, antes de atingir o nível celular e as áreas desequilibradas do corpo físico. Embora esse processo todo aconteça de forma instantânea, geralmente leva algum tempo para que se possa sentir os resultados”. (Do livro –“Medicina Vibracional – Uma Medicina para o Futuro” de Richard Gerber, M.D.

Lena Rodriguez

www.cuidebemdevoce.com