Helicobacter pylori: o que é, sintomas, tratamento caseiro e recomendações alimentares

Helicobacter pylori ou H. pylori, como também é conhecida, é uma bactéria que pode infectar o estômago e o duodeno humanos causando úlceras pépticas, gastrite e até câncer de estômago. É importante se conhecer e saber como ela age assim como, quais preceitos de alimentação podem ajudar no seu controle.

Helicobacter pylori é a única bactéria que tem condição de sobreviver nos fortes ácidos estomacais pois, pela sua produção de urease, transforma a ureia presente no suco gástrico em amônia, aumentando o pH e possibilitando sua colonização.

Sintomas e complicações

Algumas pessoas, mesmo tendo Helicobacter pylori, não têm nenhum sintoma ou condição de saúde agravada mas, em outras pessoas, esta bactéria torna as paredes do estômago vulneráveis à acidez e, desta situação resulta uma inflamação constante e crescente, que causa dores, desconforto gástrico e queimação.

Caso essa situação não seja sanada, a gastrite se instala e, mais continuadamente, também podem ocorrer ulcerações e transformações celulares malignas.

Recomendações alimentares

As recomendações alimentares quando há colonização de Helicobacter pylori com sintomas gástricos é de que se deve evitar todo alimento que possa irritar, mais ainda, a mucosa gástrica, como café, álcool, alimentos industrializados ou condimentos fortes.

As pessoas com este problema devem privilegiar a ingestão de verduras e legumes cozidos e frutas, restringir o uso de gorduras, evitar as gorduras de origem animal, beber água pura e evitar refrigerantes ou bebidas gaseificadas.

Algumas frutas são desaconselhadas para quem tem problemas com Helicobacter pyloriabacaxi, maracujá e limão são frutas ácidas que não se recomenda a ingestão.

Também deve-se evitar os doces em geral, pelo aumento da fermentação causada pelo açúcar refinado que estes contêm.

Embutidos (salsicha e linguiça) e as frituras estão fora do cardápio dessas pessoas assim como os molhos ácidos, condimentos picantes e temperos fortes.

No entanto, diversos estudos apontam o uso das pimentas tipo capsicum como muito boas para as pessoas que sofrem de Helicobacter pylori  já que estas pimentas conseguem reduzir e até eliminar as colônias desta bactéria.

Mas, o uso deve ser cuidadoso pois, ao mesmo tempo, as pimentas vermelhas também têm um potencial irritante para a mucosa gástrica e intestinal. Por outro lado, alguns estudos demonstraram o contrário.

Alguns estudos apontam os alimentos alcalinizantes como controladores e redutores das colônias de Helicobacter pylori como sejam:

* as couves em geral - brócolis, repolho - que contêm sulforafano, um elemento que ajuda no seu controle;

* o gengibre cuja ação antibacteriana específica pode agir contra a Helicobacter pylori erradicando-a;

* o própolis, com reconhecido poder antibiótico e restaurador das células;

* a cúrcuma, cuja ação pode inibir o desenvolvimento destas bactérias e diversos outros alimentos com ação antibiótica, bactericida e restauradora das funções gástricas.

Também se recomenda o consumo prioritário de alimentos probióticos - iogurte, kefir, chucrute - como equilibradores da fauna estomacal e que propiciaria a derrota das bactérias infestantes.

 

Fonte